O que é pesquisa de usuário?

A pesquisa de experiência do usuário (UX RESEARCH) é uma abordagem sistemática para ajudar as empresas a entender a perspectiva de um usuário. Trata-se de um mergulho profundo na pesquisa sobre como as pessoas interagem com um produto. Por meio da pesquisa de usuário, você pode descobrir comportamentos, necessidades e motivações por meio de observação, análise de tarefas e outros tipos de feedback do usuário.

Existem vários métodos diferentes que se enquadram na pesquisa de UX, desde estudos de usabilidade até entrevistas e grupos focais. O principal elemento que une tudo é o foco na compreensão do usuário.

Nossos pesquisadores de UX atuam como uma ponte entre clientes ou usuários e as equipes de produto, engenharia e liderança da empresa. Eles destilam o aprendizado de suas pesquisas em histórias facilmente digeríveis e artefatos visuais para informar como as equipes de desenvolvimento de produtos resolvem os problemas do usuário e projetam a melhor experiência do usuário, validam suposições, avaliam soluções, avaliam o impacto de um produto. Os insights de pesquisa de usuário podem até ajudar a orientar a direção estratégica de uma empresa.

Dados qualitativos vs. quantitativos

No início do processo de pesquisa você estará pensando nos objetivos e no que está tentando descobrir. Você está tentando medir alguma coisa? Ou obter mais insights de alto nível?

É quando você decidirá sobre seus métodos de pesquisa qualitativos e quantitativos.

Qual é a diferença?

Pesquisa QuantitativaDiz qual é o seu problema.

Pesquisa QualitativaDiz por que você tem esse problema.

Como exemplo, imagine que você executa um teste que determina que mais de 99% dos usuários que se inscrevem no seu serviço não concluem o processo de compra. Ao analisar os dados, você descobre que a maioria dos usuários desiste na página Pagamento e cobrança. Você acabou de fazer uma pesquisa quantitativa para identificar um problema.

Agora você precisa entender por que isso está acontecendo. Você pode usar dados mais quantitativos, como um teste A/B, para tentar mudar a experiência da página até obter mais conversões.

Você também pode se aprofundar no entendimento de por que os usuários não estão convertendo através dos dados qualitativos.

Você pode considerar a realização de entrevistas com usuários, grupos focais ou estudos de usabilidade para descobrir o que as pessoas estão sentindo ou pensando quando chegam a essa página. É essa análise que, combinada com os dados quantitativos que você coletou, pode ajudá-lo a resolver o problema do usuário.

Por que a pesquisa de usuário é importante

O design centrado no usuário – no qual você inclui usuários em todas as etapas do processo de design – está sendo amplamente adotado em empresas de todos os tamanhos e setores. Com o design centrado no usuário, a empatia é a chave para entender o ponto de vista de outra pessoa e evitar a armadilha comum de assumir que você é seu usuário. O que as pessoas que usam seu produto realmente pensam, sentem e observam?
A pesquisa de UX é o processo para descobrir as respostas para essas perguntas e além.

A pesquisa de usuário oferece:

Insight sobre o que os usuários querem e precisam e PORQUÊ Uma compreensão de como os usuários usam seu produto Uma base sobre como projetar seu produto para atender a essas necessidades Dados para informar suas decisões de design Insight sobre seu retorno sobre o investimento para projetos

Do ponto de vista dos negócios, os benefícios da pesquisa de UX são claros: ela afeta positivamente a satisfação, a retenção e o crescimento do usuário por meio de informações sobre decisões de produto e design. Isso acaba reduzindo os custos de suporte, estimulando a inovação de produtos e influenciando a estratégia de negócios.

O que a pesquisa de UX realiza

O Nielsen Norman Group descreve quatro estágios principais de design de produto nos quais a pesquisa de UX pode ser eficaz. Se você incorporar a pesquisa em cada um desses estágios, terá uma chance muito maior de sucesso. No entanto, lembre-se de que a pesquisa pode ser incorporada a qualquer momento – não precisa ser um processo linear para ser eficaz.

1. Descubra

Fazer pesquisa de UX durante a fase de Descoberta do seu projeto é fundamental para entender os problemas do usuário, as alternativas atuais e as oportunidades para sua empresa criar uma solução vencedora. Algumas das perguntas que você pode fazer ao realizar uma pesquisa de UX durante esse estágio incluem:

Para quem estamos projetando? Qual problema estamos resolvendo? Quais pontos problemáticos os usuários têm com suas soluções atuais? O que está impedindo os clientes de usar nosso produto? Por que os clientes estão cedendo? Como nos diferenciamos de outras soluções no mercado?

Durante a fase de descoberta, você pode realizar entrevistas com usuários e enviar pesquisas, realizar estudos diários com usuários, coletar feedback das equipes de vendas e suporte ao cliente, entrevistar partes interessadas em toda a empresa e fazer pesquisas competitivas.

2. Explore

Na fase Explorar do processo de design, você está se aprofundando um pouco mais na compreensão do problema e no escopo da solução. As tarefas de pesquisa de UX realizadas durante esta fase podem incluir:

Identificação de personas Mapeamento da jornada do cliente

Todas essas atividades podem envolver sentar com as partes interessadas, pessoalmente ou usando um quadro branco online, e conversar sobre as ideias e soluções em conjunto. Durante esta fase, as ideias se tornam um pouco mais tangíveis, protótipos e designs são criados e obter uma variedade de feedbacks se torna muito importante.

3. Teste

A fase de teste geralmente acontece enquanto um produto está sendo desenvolvido e é importante para validar projetos com usuários e garantir que produtos e recursos sejam acessíveis a todos. Algumas das atividades de pesquisa de UX que você pode fazer durante esta fase são:

Teste de usabilidade Classificação de cartões Experimentos de teste A/B Avaliação de acessibilidade

4. Ouça

Ouvir é abrir seus ouvidos para o que os usuários estão realmente dizendo sobre seu produto. Você pode participar de atividades de escuta a qualquer momento, mesmo que um produto não esteja sendo desenvolvido ativamente. Algumas das atividades comuns de pesquisa de UX que envolvem escuta são:

Monitoramento de mídias sociais Análise de consultas de help desk Análise de revisão de terceiros Análise de registro de pesquisa Consulta contextual Perguntas e respostas em eventos e demonstrações

O papel de um pesquisador de UX

Você não precisa ter uma equipe de pesquisa de UX dedicada para realizar pesquisas de UX. Apesar do fato de que muitas grandes empresas de tecnologia e financeiras estão renunciando às agências para trazer UX internamente, muitas empresas menores alavancam designers, gerentes de produto ou profissionais de marketing para assumir funções de pesquisa de UX.

Independentemente de onde a pesquisa de UX esteja dentro de uma organização, existem algumas responsabilidades principais que a função tem:

1. Inspirar empatia pelo usuário
Afastando-se das tarefas específicas que realizam, os pesquisadores de UX costumam servir como a “voz do usuário” e visam inspirar empatia entre aqueles que estão desenvolvendo os produtos ou experiências.

Os pesquisadores de UX não apenas precisam entender o contexto, pensamentos, sentimentos, atitudes e motivações dos usuários, mas também devem alinhá-los com as motivações e expectativas dos stakeholders internos.

2. Coleta e análise de dados
É claro que a pesquisa é sobre coletar e dar sentido aos dados. Uma das principais entregas no final de um projeto de pesquisa de UX é uma lista de recomendações para as equipes de desenvolvimento e design de produtos. Mas antes de fazer essas sugestões, você precisa entender e sintetizar as descobertas.

Um erro comum com a pesquisa é não considerar como você irá analisá-la até que toda a pesquisa seja feita. Pesquisadores experientes de UX começam a pensar na análise de dados desde o início, para que possam projetar o projeto para fornecer os resultados mais úteis e também revisitar seu plano periodicamente à medida que o projeto avança.

Muitos pesquisadores de UX empregam análise temática para começar a agrupar dados em categorias significativas. A diagramação de afinidade é uma ótima maneira de entender os dados qualitativos de maneira visual e identificar padrões significativos.

3. Colaborando com as principais partes interessadas
Como a pesquisa de UX ainda é um campo relativamente novo para algumas pessoas, é provável que haja pessoas em uma empresa que não entendam o propósito ou os benefícios, ou que não tenham certeza de onde a pesquisa de UX deve ficar na estrutura organizacional para ser mais eficaz.

Muitas vezes, você pode envolver as partes interessadas em toda a empresa na pesquisa de UX realizando sessões educacionais. Isso também pode mostrar quem serão grandes apoiadores, influenciadores e defensores da pesquisa de UX no futuro.

Como funciona a pesquisa de usuário?

A primeira fase de um novo projeto é o planejamento. Esse processo consiste em análise de informações disponíveis e constantes tomadas de decisão. Com a UX Research, as escolhas são feitas baseadas em dados que farão toda a diferença no sucesso do projeto.

Ux designers executam a pesquisa com base nas seguintes atividades

Elaboração de questionários objetivos Realização de entrevistas Testes de usabilidade Criação de personas*

*Para entender os objetivos e necessidades do usuário

Diferentes técnicas de pesquisa são utilizadas de acordo com o tipo de dados necessários para cada projeto.
Quais informações são relevantes para um projeto de UX?

Público-alvo bem definido Entender como o produto ou serviço vai suprir as suas necessidades.

A imersão da equipe, para total conhecimento e entendimento do negócio é essencial.

Benefícios ao utilizar UX Research

A UX Research é baseada em dados, ao utilizá-la, você percorrerá um caminho livre e direto ao objetivo.

Um projeto baseado em dados Com isso, o desenvolvimento deste trabalho não é norteado apenas nas opiniões da equipe, mas sim, nas necessidades de quem vai consumir o produto ou serviço.

Essa é a primeira vantagem desse método. Dá para entender verdadeiramente o público-alvo e suas necessidades, o que, consequentemente, evita investimentos em estratégias que podem não funcionar. Ao realizar testes com possíveis consumidores, há uma redução do risco de algo dar errado. Além disso, quanto antes você descobrir problemas no projeto, mais barato será corrigi-los.

Com essas pesquisas, ainda é possível entender melhor o processo de compra do cliente e analisar se a decisão é tomada no primeiro momento de navegação ou se o usuário sai do site, reflete e então volta para finalizar a jornada, por exemplo. Os dados vão trazer uma luz para diversas fases do processo, o que faz com que seja possível desenhar uma jornada de usuário assertiva.

Por que ter a WDA como minha agência digital especializada ?

Na WDA, você é assessorado em todas as etapas de construção do projeto por uma equipe especializada com mais de 1 década de mercado. Somos incansáveis na busca pelo melhor resultado. Levamos a sério a entrega de soluções que garantam um produto excepcional.