As landing pages que mais convertem são as que incluem elementos textuais e visuais de qualidade, têm botões de CTA (Call To Action) em locais estratégicos, oferecem informações relevantes e completas sobre os produtos ou serviços da empresa, conseguem atrair os visitantes fornecendo uma boa experiência de visitação para, finalmente, cumprirem o seu papel: encaminhar as leads pelo funil de vendas sem objeções.

Embora a landing page seja extremamente importante para uma estratégia de vendas e de marketing, se não houver planejamento e a integração de elementos atraentes para o público, ela não será efetiva e os resultados esperados não serão alcançados.

Por isso, além de criar uma landing page que converte, você deve saber quais os principais tipos de LP para determinar quando usá-la em sua estratégia. Neste artigo, trazemos todas essas informações. Veja a seguir:

  • Quando devo usar uma landing page?
  • O que uma boa landing page deve ser?
  • Afinal, quais landing pages mais convertem?

Quando devo usar uma landing page?

Landing pages são usadas principalmente para compartilhar conteúdo de valor e gratuito (infográficos e ebooks, por exemplo), que educa os clientes em sua jornada de consumo. Entretanto, elas também são usadas para fazer ofertas exclusivas, convidar as leads para testes de produto, aumentar as inscrições em boletins informativos (newsletters), vender produtos ou serviços, entre outras.

O importante não é o objetivo ou o formato da landing page. Você também deve saber quando usá-la para potencializar os resultados esperados com a estratégia. Confira um pouco mais sobre isso a seguir.

Para fazer uma campanha de tráfego de pesquisa paga

Search engines têm plataformas de criação de campanhas de anúncios. O Google Ads é uma das mais famosas e classifica as campanhas conforme a relevância do conteúdo em relação à intenção primária do usuário, qual a palavra-chave digitada no campo de pesquisa do search engine, por exemplo.

Os anúncios PPC (Pay Per Click), ao contrário dos resultados orgânicos, são cobrados conforme a quantidade de cliques dos usuários. Entretanto, para que a estratégia seja realmente efetiva, é preciso considerar também a qualidade da landing page e a adequaçãos das informações, produtos e serviços oferecidos em relação à demanda de pesquisa.

Quando você anuncia uma landing page, está aumentando consideravelmente as chances de tráfego na página, a quantidade de informações das leads que será coletada e, consequentemente, o potencial de retorno da estratégia.

Para associar a uma campanha paga em redes sociais

Você também pode usar a landing page como URL de uma campanha paga em redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter ou LinkedIn. Essa é uma excelente forma de alcançar um público a mais, além dos search engines.

Além disso, essas plataformas permitem anunciar para pessoas que adicionaram produtos e serviços oferecidos pela sua empresa à sua lista de interesses durante a configuração de perfil. Com esse recurso, você se conecta exatamente com os clientes de maior potencial de consumo, aqueles que correspondem às características e demandas da persona do seu negócio.

Para usar em uma campanha de email marketing

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, os esforços de email marketing são extremamente eficientes, ainda nos dias atuais, com a grande relevância das redes sociais. Além de ter um enorme alcance — segundo uma pesquisa do Radicati Group, seremos 4,2 bilhões de usuários de email até 2022, esse canal de marketing tem um baixo custo de investimento.

Quando uma campanha de email marketing é nutrida com uma landing page bem estruturada, pode ser usada para estabelecer contato tanto com clientes já fidelizados quanto para adquirir novos. Depois de criar a sua lista de envio, você consegue manter a frequência de contato sem ser invasivo, para direcionar os visitantes para a CTA mais adequada para a sua estratégia.

Para rankear organicamente

Rankear organicamente significa garantir as melhores posições nas SERPs sem precisar pagar anúncios e outras estratégias digitais. Para isso, é preciso fazer otimizações para os motores de pesquisa, como incluir metatags na página, criar um headline bastante atraente e fazer uma descrição de produto ou serviço convincente, por exemplo.

Quando você tem uma landing page bonita, atraente e com conteúdo de qualidade, útil para a experiência dos usuários, certamente os seus esforços serão recompensados com relevância e visibilidade nos rankings de pesquisa. Mas isso demanda tempo e persistência, logo, pode ser interessante combinar todas as estratégias descritas até aqui no seu projeto.

O que uma boa landing page deve ser?

Uma landing page deve ser visualmente bonita, ter uma CTA chamativa, comunicar as informações do produto ou serviço com clareza e objetividade. Entretanto, o mais importante é conectar os clientes em potencial com o valor proposto pela sua marca. Por isso, veja alguns elementos que raramente são discutidos como essenciais para as landing pages que mais convertem.

Ser voltada para a oferta

Dê aos clientes apenas o que eles precisam. O foco deve estar nos produtos ou serviços que você fornece, não na sua marca. A landing page deve apenas complementar os seus esforços de branding.

Atender às expectativas dos clientes

O conteúdo da landing page deve corresponder aos objetivos dos usuários. Forneça o que eles desejam com a máxima rapidez possível.

Ter formulários de preenchimento simples

Uma landing page com muitos campos para preenchimento em formulários ou que não fornece informações suficientes para embasar as decisões das leads antes do preenchimento de dados pessoais tem dois problemas: interfere na experiência dos usuários e rankeia mal nos buscadores.

Muitas pessoas podem desistir de preencher ao ver que o processo será longo, por isso, não torne a sua estratégia de LP contraprodutiva exigindo demais dos usuários nesse primeiro contato.

Ser segmentada

Depois de reunir dados sobre a sua persona, você deve criar uma landing page que possa segmentar os clientes em potencial.

Estar associada a uma página de agradecimento

Com uma página de agradecimento, você constrói a confiança do cliente e a lealdade dele pela sua marca.

Afinal, quais landing pages mais convertem?

Veja alguns tipos de landing pages que podem ser usadas conforme a sua estratégia de marketing e vendas.

Landing page para geração de leads

geração de leads é o processo pelo qual os usuários deixam os seus dados registrados em troca de um conteúdo de valor, como ebooks, infográficos, webinars e white papers. Somente pelo fato de permitirem o envio de newsletter ou pelo interesse em conteúdos oferecidos pela marca, essas leads sinalizam que estão mais propensas à qualificação e podem tornar-se clientes potenciais da empresa.

Na página inicial de landing pages criadas com esse objetivo, são adicionadas informações sobre os produtos e serviços e um formulário para preenchimento, com campos como nome, email, número de telefone, entre outros dados.

Click-through

Uma landing page click-through é uma página de destino sem formulário para preenchimento dos dados das leads. Ela é usada como intermediária entre um anúncio e a página de checkout do e-commerce, seja para instigar os visitantes para uma proposta de valor exclusiva, seja para direcionar um tráfego mais qualificado para o fundo no funil.

Além disso, as páginas click-through ajudam a edificar a confiança dos usuários pela marca, principalmente para desonerar o custo do tráfego pago em páginas de vendas.

Squeeze Page

Landing pages Squeeze coletam apenas os emails das leads, elas são mais simples e têm cabeçalhos dedicados. Além do conteúdo principal, é preciso adicionar um link para a próxima etapa e uma opção de saída.

Landing page de vendas

Para isso, a landing page de vendas tem ofertas atraentes e adequadas para o seu público-alvo. Elas incentivam uma ação rápida, geralmente por meio de um senso de urgência amparado por uma oferta exclusiva por tempo determinado e um botão de CTA clicável bem chamativo.

Tudo isso é usado para torná-la mais convincente e persuasiva para cumprir com o seu propósito. Além disso, quando bem planejada, a landing page de vendas se torna uma ótima oportunidade de visibilidade, pois pode rankear rapidamente entre as primeiras posições das SERPs.

Infomercial

Os infomerciais são páginas especializadas, que mostram aos visitantes informações longas, detalhadas e envolventes sobre produtos, serviços e promoções. Esse tipo de landing page é usado para despertar o interesse dos visitantes e incentivá-los a navegar e comprar em outros pontos de contato.

Microsites

Um microsite tem uma URL própria e parece um site comum, mas é mais compacto, com conteúdo textual mínimo, conteúdo visual de qualidade e envolvente, vídeos curtos e um formulário de geração de leads na página. Por ter informações mais concentradas, ele não abrange elementos supérfluos, que desviam a atenção dos usuários de uma oferta.

As landing pages são um ótimo complemento para o seu site, pois ajudam, de forma simultânea, em estratégias de marketing e de vendas, para promover produtos e serviços específicos, oferecer promoções e aumentar as conversões.

Agora que você sabe quais landing pages mais convertem, conheça as landing pages interativas e veja como elas podem mudar a sua concepção de página de destino!